Passageiro é agredido e assaltado no Terminal Rodoviário e, gravemente ferido no olho, é levado à UPA

Era início da noite de sexta-feira, dia 25 de janeiro, quando um passageiro que aguardava na área de embarque do Terminal Rodoviário de Assis foi agredido e assaltado.

Gravemente ferido no olho, ele foi levado, pelo SAMU, à Unidade de Pronto Atendimento, onde passou pelo médico.

Adriano Cristão, de 33 anos, recebeu alta na manhã de sábado, quando foi ouvido pela reportagem do Jornal da Segunda.

O rapaz contou que trabalha numa empresa em Ourinhos e teve uma passagem reservada para embarcar em Assis, com destino à cidade de Goiânia, onde reside com sua família.

Disse ter chegado ao Terminal Rodoviário por volta das 19 horas e notado que duas pessoas lhe observaram manuseando a carteira com dinheiro no momento de pagar as despesas feitas numa lanchonete.

Minutos depois, ele disse ter se deitado num banco para descansar e aguardar a partida do seu ônibus, programada para às 20h40.

“Estava deitado, quando senti alguém mexendo na minha mala. Tentei impedir e fui agredido com um soco no rosto e uma pancada na altura do olho esquerdo. Não sei o que foi usado na agressão. Na hora, cortou meu rosto e saiu muito sangue. Não pude fazer mais nada”, contou.

O rapaz afirma ter sido agredido por dois homens “bem mais fortes”.

Segundo a vítima, outras pessoas que estavam na área de embarque teriam visto a cena e nada fizeram para impedir ou socorrê-lo. “Muita gente viu, inclusive uns funcionários com coletes azuis”, afirmou.

O rapaz contou que um funcionário de uma das lojas do Terminal Rodoviário acionou o SAMU, que o socorreu, encaminhando até a Unidade de Pronto Atendimento no Jardim Aeroporto, onde ele foi medicado e liberado, só no final da manhã de sábado.

“Como fui socorrido e trazido para esse ‘hospital’, não consegui viajar. Agora, estou com pouco dinheiro e sem o telefone celular para me comunicar com a empresa ou minha família”, explicou.

A vítima justificou não ter prestado queixa policial por estar mais preocupada em conseguir uma nova passagem para viajar e rever seus familiares.

APOIO – Assim que ouviu o depoimento da vítima, a reportagem do Jornal da Segunda foi até o Terminal Rodoviário, onde o administrador Francisco Gomes, o Chicão, disse já ter conhecimento do caso. “Pelo que ouvi dos funcionários e vi nas imagens, ele discutiu e se envolveu numa discussão com outros dois passageiros, que lhe agrediram”, contou.

Segundo ele, assim que a viatura do SAMU transportou a vítima para a UPA, uma viatura da Polícia Militar compareceu ao Terminal Rodoviário para atender a ocorrência.

“Não sei qual foi a solução. Os policiais ouviram os agressores e foram embora”, disse Gomes.

Diante da situação relatada pela vítima, o administrador entrou em contato com a empresa de ônibus e conseguiu uma nova passagem.

Com o curativo no rosto e pouco dinheiro no bolso, o rapaz embarcou no início da noite de sábado.

rapaz agredido rodoviária

Ferido no olho, passageiro procura documento na mala

Veja também

A161 – VOCEM se despede com empate no Paulista sub-20

Foi uma despedida honrosa do VOCEM no Campeonato Paulista da categoria sub-20. Na tarde desta …

Deixe uma resposta