Diocese libera fieis de missas, suspende atos públicos na ‘Semana Santa’ e adia casamentos e batizados

O bispo da Diocese de Assis, Dom Argemiro Azevedo, divulgou no final da tarde desta quarta-feira, dia 18 de abril, um novo decreto direcionado à comunidade católica, onde libera os fiéis a participarem das celebrações, anuncia a não realização de eventos na Semana Santa e informa sobre adiamento de celebrações como casamentos, batismo e primeira eucarística. Todas as decisões têm como objetivo contribuir para conter a proliferação do novo coronavírus.

Diz o texto publicado no portal oficial da Diocese de Assis:

“Considerando o valor da vida humana e consciente da minha função de pastor e da responsabilidade da igreja em colaborar com os esforços da sociedade civil para conter a proliferação do novo coronavírus, suspendo, a partir de 18 de março de 2020, em toda a diocese de Assis, as celebrações das missas públicas.

Com base no parágrafo 1º do Canon 87, do código de Direito Canônico, dispenso os fiéis leigos da obrigação das missas de preceito, porém que as igrejas permaneçam abertas ventiladas e higienizadas para oração pessoal individual dos fiéis.

Aos sacerdotes, exorto que celebrem a eucarístia de maneira privada, cotidianamente, em favor dos fiéis.

As celebrações dos sacramentos, do batismo, primeira eucaristia, confirmação e matrimônio, sejam adiadas até tempo oportuno.

A assistência espiritual aos enfermos e as celebrações das exéquias podem ser realizadas, porém com cuidado e discernimento. Os ministros ordinários e extraordinários que pertencem ao grupo de risco da pandemia estão dispensados.

A Semana Santa seja realizada de forma privada pelo clero (Domingo de ‘Ramos’ e da ‘Paixão do Senhor’, Tríduo Pascal e Domingo de Páscoa), e os fiéis, dispensados das obrigações, acompanhem, se possível, em família, as celebrações pelos meios de comunicação e pelas redes sociais.

Quanto ao Sacramento da reconciliação, orientamos aos fiéis a adiarem por prudência o momento da confissão, que faça o ato de contrição procurando confessar-se, assim que possível.

Os seminaristas dispensados das atividades dos seminários e da (FAJOPA) Faculdade João Paulo de Marília, ficarão com suas famílias, até quando a situação for normalizada.

Que o clero, religiosos, religiosas, seminaristas, consagrados, agentes de pastoral e os fiéis leigos e leigas, se empenhem na oração do Santo Rosário, na meditação da palavra de Deus e na conscientização da população sobre o cumprimento das normas básicas de prevenção.

Confiemos nossas vidas ao Sagrado Coração de Jesus, fonte de vida e santidade, e peçamos a intercessão da Virgem Maria, de São José, e do nosso padroeiro São Francisco de Assis.

Com minha benção paternal!

Dom Argemiro de Azevedo

Bispo diocesano de Assis

Assis 18 de março de 2020″

18 mar bispo

Dom Argemiro Azevedo, bispo diocesano

Veja também

A111 – Vereador pede cancelamento de torneio de pesca após derramamento de esgoto em lago

Na manhã de quinta- feira, dia 16 de maio, atendendo solicitação de moradores da vila …

Deixe uma resposta