Comerciante reclama de prejuízo por devolução de 500 pães encomendados; secretário de Ourinhos pede ‘desculpas pelo mal-entendido’

O proprietário da Padaria ‘Pão da Vida’, localizada na vila Operária, Ivo Oliveira, reclama do prejuízo de aproximadamente R$ 200 que teve, além de quatro horas de trabalho, para produzir e entregar 500 pães na escola Maria Clélia de Oliveira Valim, onde a delegação de Ourinhos está alojada para a disputa dos Jogos Regionais.

Após ter-se levantado à 1h30 da manhã nesta quarta-feira, dia 17, ter assado quatro fornadas e entregue as cinco centenas de pães na escola antes das 6 horas da manhã, conforme havia sido solicitado no dia anterior por um membro da delegação, que se apresentou como ‘Fernando’, ele foi informado que “ninguém havia feito a encomenda e que estariam devolvendo todo o produto”.

O comerciante, que tem estabelecimento comercial no mesmo local há mais de 15 anos, contestou. Mostrou mensagens trocadas com a pessoa que se apresentou como Fernando fazendo a encomenda. “Ele perguntou o preço, se eu tinha condições de entregar essa quantidade de pães naquele horário e ainda poderia emitir nota fiscal eletrônica. Me passou todos os dados da Prefeitura de Ourinhos para preencher a Nota Fiscal e agora afirmam que não tinha sido combinado?”, questionou.

Não teve jeito.

Os 500 pães devolvidos foram devolvidos e só não se perderam pela iniciativa de um grupo de amigos de trabalho da filha do comerciante. Solidários, ao conhecimento do episódio, eles se juntaram, arremataram a produção e destinaram a uma igreja que desenvolve trabalho social.

“Não quero o dinheiro. Espero, pelo menos, que alguém venha se desculpar pelo prejuízo financeiro e minhas horas de trabalho a mais”, apelou o comerciante.

O caso foi parar na cidade de Ourinhos através de uma reportagem feita no programa Acorda Assis, na Rádio Interativa FM. O próprio secretário municipal de Esportes e Recreação, Danilo Ferreira, prometeu vir a Assis e pedir desculpas ao comerciante pelo que chamou de “mal-entendido”.

Ele concedeu entrevista ao programa de rádio na manhã desta sexta-feira. “Deve ter ocorrido algum mal-entendido. Nunca tivemos problemas com fornecedores”, disse.

Ferreira explicou o procedimento adotado pela Prefeitura ao fazer compras quando a cidade participa de Jogos Regionais. “Um funcionário percorre os fornecedores com antecedência, faz uma cotação de preços em três empresas e, após acertar o valor, faz a solicitação dos produtos com um dia de antecedência. Nesse dia (quarta-feira) nossa delegação em Assis tinha cerca de 20 integrantes. Nem seriam necessários os 500 pães, mas, de antemão, peço desculpas ao comerciante e diga que pretendo visitá-lo até o final de semana para tentar esclarecer a situação”, garantiu o secretário de Ourinhos, Danilo Ferreira.

padaria ivo

Padaria ‘Pão da Vida’ produziu os 500 pães

Veja também

A208 – Seis sepultamentos em Assis neste dia 12 de julho

Há seis sepultamentos programados para esta sexta-feira, dia 12 de julho, no Cemitério Municipal da …

Deixe uma resposta