Com apoio de outras categorias, professores decidem manter a greve

Em assembleia realizada na manhã desta quarta-feira, dia 6 de abril, em frente à Prefeitura, os professores municipais decidiram manter a greve por tempo indeterminado.

Antes da votação pela continuidade da paralisação iniciada na segunda-feira, lideranças de outras categorias, como: Sindicato dos Bancários, Apeoesp, diretores e coordenadores da rede municipal, vereadores e até alguns pais de alunos discursaram em apoio ao movimento.

“Como a Prefeitura não apresentou nenhuma proposta e o prefeito sequer recebeu uma comissão de professores, a assembleia deliberou pela continuidade da greve por tempo indeterminado”, explicou o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, Paulo César Tito.

Outra decisão aprovada na assembleia foi a instalação de barracas e tendas de lona para que os professores permaneçam acampados em frente ao Paço Municipal, aguardando uma reunião com o prefeito José Fernandes, que não tinha aparecido no Paço Municipal até o início da tarde.

A Secretaria Municipal da Educação não divulgou qual tem sido o percentual de adesão à greve. O Sindicato dos Municipais garante que várias escolas estão sem aulas e apenas os professores ‘temporários’ continuam trabalhando.

06 abril greve

Centenas de professores decidiram continuar em greve

Check Also

A049 – VOCEM disputará Copa Paulista; técnico ainda não foi definido

Na manhã desta quinta-feira, dia 18 de abril, o presidente do VOCEM, Lauro Valim, confirmou …

Deixe uma resposta