845 – Energisa alerta sobre riscos elétricos nos dias chuvosos

Institutos de meteorologia prevêem chuvas para os próximos dias na região de Assis.

De olho no clima, a Energisa segue com as equipes de prontidão e aproveita para reforçar orientações de segurança que podem evitar acidentes graves com a eletricidade nos dias chuvosos. O coordenador de Saúde e Segurança da Energisa Sul-Sudeste, Rodrigo Pontes Garcia, relembra os riscos com os quais você pode se deparar em situações de chuvas fortes: 

“Principalmente no verão, há ocasiões em que essas chuvas vêm acompanhadas de ventos fortes que causam quedas de árvores, destelhamentos, quebra de postes e rompimentos de cabos de energia, prejudicando o fornecimento de energia. E nos preocupa o fato de que muitas pessoas insistem em atitudes inseguras e não recomendadas para os dias de chuvas”. 

Entre as atitudes, ele destaca o perigo de ficar exposto a céu aberto durante a aproximação de um temporal. “Se estiver fora de casa, busque um local fechado para se abrigar e evite acidentes com raios”.  

Dependendo da complexidade do temporal, se estiver na rua e encontrar árvore sobre a rede elétrica, poste quebrado ou cabos partidos no chão, não se aproxime em hipótese alguma, nem para fazer vídeos ou fotos.

Também é arriscado utilizar objetos de madeira ou metálicos para afastar esses cabos. Ao fazer isso, a pessoa pode levar um choque elétrico, que pode ser fatal.  

VEÍCULOS – Em 2023, nos municípios atendidos pela Energisa Sul-Sudeste nas regiões de Assis e de Tupã, foram registrados 52 acidentes de veículos contra postes. Diante desse cenário preocupante, a concessionária reforça o alerta sobre como agir nessas situações.

Se um veículo colidir contra um poste ou um cabo de energia se romper e atingi-lo, quem está do lado de fora precisa manter a distância e acionar imediatamente a Energisa e o Corpo de Bombeiros.

Já o motorista e passageiros devem ficar calmos, aguardando dentro do veículo, sem tocar nas partes metálicas, até a chegada das equipes de socorro que farão o resgate com segurança. 

Isso porque nesses casos, o corpo metálico do automóvel funciona como o que se chama na Física de “Gaiola de Faraday”. De forma didática, quando um carro -que representa uma gaiola- é atingido por raios, fios energizados ou qualquer tipo de descarga elétrica de alta intensidade, essa energia fica acumulada na parte externa do veículo e ao tocar as partes metálicas, a pessoa pode ser acometida por um choque elétrico fatal. “Ou seja, o interior do veículo é o local mais seguro para não tomar um choque”, finaliza Rodrigo. 

Para saber mais dicas de segurança e evitar acidentes elétricos, acesse seguranca.energisa.com.br. Em situações emergenciais, contate o 0800 70 10 326 ou acesse o aplicativo Energisa On. 

Check Also

A040 – Assis chega perto de 2 mil casos de dengue; número já é quatro vezes maior do que o ano inteiro de 2023

A Secretaria Municipal de Saúde divulgou na manhã desta terça-feira, dia 16 de abril, o …

Deixe uma resposta