040 – Polícia Civil prende pai e mãe de bebê de quatro meses, que morreu no Hospital Regional

Na manhã desta quarta-feira, dia 25 de janeiro, policiais civis da Delegacia de Tarumã prenderam os pais de um bebê de apenas quatro meses, que morreu no Hospital Regional de Assis na sexta-feira, dia 20.

Pai e mãe, ambos com 22 anos, estão sendo investigados pelo suposto crime de maus tratos que teria resultado na morte do filho.

Na quinta-feira, dia 19 de janeiro, a Polícia Militar foi acionada pelo Conselho Tutelar de Tarumã para atender uma ocorrência de suposto crime de maus tratos contra o bebê, que foi atendido no Complexo de Saúde daquela cidade com ferimentos na cabeça e no abdômen, além de apresentar um quadro de desnutrição.

Em razão da grave situação, foi necessária a imediata transferência do bebê para o Hospital Regional de Assis.

No dia seguinte, a criança não resistiu e morreu.

Com a comunicação do óbito e o registro da ocorrência por ‘morte suspeita’, a Polícia Civil instaurou o inquérito e iniciou as investigações, com diligências e depoimentos de testemunhas, além da requisição de laudos periciais.

No total, segundo a Delegacia de Polícia Civil, antes da solicitação das prisões dos pais, foram ouvidas 18 testemunhas, entre familiares, vizinhos, amigos e conselheiros tutelares.

A informação de que o casal planejava deixar a cidade e se mudar para Bauru e “havendo fundadas razões de autoria ou participação dos investigados” levaram o delegado de polícia de Tarumã a solicitar as prisões temporárias dos pais, que foram deferidas pela Justiça e cumpridas na manhã desta quarta-feira.

Presos, os pais foram levados para cadeias da região e aguardam a Justiça determinar a data de audiência de custódia.

O Jornal da Segunda não conseguiu ouvir os defensores do casal.

delegacia de tarumã
Inquérito foi instaurado na Delegacia de Tarumã

Veja também

A156 – Coral da Unesp faz apresentação beneficente no Salão de Atos nesta sexta-feira

O Comitê de Ação Cultural e o Coral da Multiplicidade da Unesp de Assis convidam …

Deixe uma resposta