Pedreiro encontrado morto em sua casa é sepultado

O pedreiro Mário Sérgio Alcântara, de 56 anos de idade, encontrado morto em sua residência, na rua Lins de Vasconcelos, na vila Operária na manhã desta quinta-feira, dia 6 de setembro, já foi sepultado.

A última vez em que vizinhos tiveram contato com o pedreiro foi na noite de segunda-feira, dia 3 de setembro.

Desde a terça-feira, amigos tentaram falar com ele por telefone, mas não conseguiram. O telefone tocava e ninguém atendia. “Só dava caixa postal”, contam.

Vizinho imaginaram que ele pudesse ter ido viajar.

Na manhã de quinta-feira, estranhando o ausência do pedreiro em seu local de trabalho por dois dias consecutivos, o que não era comum, os vizinhos decidiram ir até a casa, onde ele morava sozinho.

Por uma fresta da janela, os amigos notaram que Mário Sérgio estava morto, deitado em sua cama.

Os vizinhos decidiram arrombar a porta e confirmaram sua morte

A Polícia Militar foi acionada.

Em razão do forte odor, policiais suspeitam que ele tenha morrido na noite de segunda para terça-feira.

Logo depois, funcionários de uma empresa funerária compareceram ao local para remover o corpo ao Instituto Médico Legal.

Embora o laudo necroscópico ainda não tenha sido divulgado, a provável causa da morte é infarto.

A família decidiu não velar o corpo e o sepultamento ocorreu na tarde da própria quinta-feira, no Cemitério Municipal da Saudade, em Assis.

IML

O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal

Veja também

A115 – Assis é campeã invicta no vôlei feminino nos Jogos da Melhor Idade

Terminou em festa para Assis a disputa do título do vôlei feminino, categoria 70 anos, …

Deixe uma resposta