Duas emissoras de rádio em Assis são alvos de crimes no mesmo dia

Muita coincidência!

No mesmo dia, nesta quinta-feira, dia 18 de junho, duas emissoras de rádio com estúdio localizado na cidade de Assis foram alvos de crimes: uma tentativa de furto e um incêndio.

Os dois casos foram registrados pela Polícia Militar e serão investigados através de inquéritos instaurados pela Polícia Civil.

No começo da manhã, pouco antes das 6 horas da manhã, soou o alarme da emissora Voz do Vale FM, de Cândido Mota, que possui um estúdio localizado em Assis, na rua José de Alencar, na vila Xavier.

Minutos depois, chegaram ao estúdio os radialistas João Batista Polo e Toninho Scaramboni. Quando os dois trabalhadores se aproximaram, notaram um homem estranho no terreno onde está instalada a torre de retransmissão.

O rapaz, quando percebeu a movimentação, fugiu, passando por telhados de casas vizinhas. A Polícia Militar foi acionada, realizou patrulhamento nas imediações, mas o invasor não foi localizado.

Os funcionários, com apoio de um técnico da emissora, notaram que o criminoso já tinha separado várias peças metálicas e fios de cobre, mas não conseguiu concluir o furto.

INCÊNDIO – No período da tarde, o alvo de crime de incêndio foi a Rádio Cultura AM, que já tinha sido furtada três semanas atrás, ficando com a programação fora do ar por dois dias.

Desta vez, na quinta-feira, por volta das 14h30, o terreno situado na avenida Benedito Pires, saída para Cândido Mota, foi alvo de um incêndio que atingiu mais da metade da área. Por sorte, o fogo consumiu a pastagem e não chegou aos equipamentos.

No terreno estão instaladas as torres e funciona uma central de equipamentos transmissores do sinal da emissora. “Por estarem protegidos por uma parede de alvenaria, num compartimento suspenso, alguns equipamentos não foram queimados”, explicou o radialista Marcos Castro, numa rede social.

“O incêndio queimou mais de 3/4 da área, danificando, desta vez, os cabos dos transmissores e energia elétrica. O Corpo de Bombeiros foi chamado e estiveram no local para debelar as chamas!”, noticiou.

Castro continuou sua postagem: “Percebemos que os equipamentos principais ficaram protegidos dentro da caixa de concreto, graças a Deus, e que os danos foram reparados”, explicou ele.

Em razão do incêndio, a programação da emissora ficou fora do ar. Os sinais foram restabelecidos por volta das 18 horas.

A Polícia Militar e a Polícia Civil estiveram no local do incêndio, que passou por uma perícia para tentar descobrir o início do fogo e suas prováveis causas.

Castro, que apresenta um programa da emissora da família Camargo, concluiu sua postagem levantando uma suspeita: “O que me causa espanto é que, em menos de 30 dias, houve um outro evento criminoso, que danificou os equipamentos de transmissão! Esperamos que as autoridades consigam identificar o que está acontecendo! É no mínimo muito estranho ! Em 60 anos, isso nunca aconteceu. O que está por trás disso? No mínimo, é suspeito! Pensem comigo!”, finalizou o radialista.

19 junho fogo

Fogo consumiu  parte da área nos transmissores da Rádio Cultura

Check Also

A041 – Sepultamentos na região neste dia 17 de abril

Não há sepultamento programado para esta quarta-feira, dia 17 de abril, no Cemitério Municipal da …

Deixe uma resposta