Vereadores atendem servidores que lotaram a Câmara e adiam projetos

Mais uma vez, os vereadores da Câmara Municipal de Assis ouviram o clamor oriundo da galeria lotada por servidores municipais e decidiram não aprovar o projeto de autoria do prefeito José Fernandes, do PDT, de revisão anual dos salários, onde propunha uma reposição de 2,94%.

Atendendo solicitação do Sindicato dos Servidores, representado pelo presidente da entidade, Paulo Cesar Tito, que usou a tribuna, os vereadores acataram o pedido de adiamento da discussão e votação da propositura por duas semanas.

LOTADA – Nem mesmo o tempo chuvoso e a queda na temperatura no final da tarde impediram os servidores municipais e aposentados da Prefeitura a comparecerem na sessão da Câmara Municipal de Assis nessa segunda-feira, dia 19 de fevereiro.

Os servidores e aposentados foram à Câmara para pressionarem o encaminhamento de um novo projeto de lei dispondo sobre a revisão anual dos seus salários.

O Sindicato dos Servidores Municipais quer mais do que a reposição salarial de 2,94%, retroativo a 1º de fevereiro.

Segundo o presidente da categoria, Paulo Tito, o prefeito, após ser eleito, prometeu aos trabalhadores, em visita aos departamentos, que concederia, além da reposição da inflação, um reajuste para recompor as perdas salariais da administração anterior.

“Prometeu, tem que cumprir”, cobra o dirigente sindical.

Já os aposentados da Prefeitura Municipal, que também compareceram à Câmara, cobram uma alternativa para repor a perda que tiveram no salário com o corte do Vale Alimentação e o antigo abono usado para substituir o antigo benefício, apontado como ‘irregular’ pelo Tribunal de Contas.

sessão 19 fevereiro

Servidores lotaram a galeria da Câmara

Veja também

A124 – Sepultamentos em Assis neste dia 22 de maio

Há dois sepultamentos programados para esta quarta-feira, dia 22 de maio, no Cemitério Municipal da …

Deixe uma resposta