Trabalhadores lotam anfiteatro da OAB para discutir a Reforma da Previdência

 

O anfiteatro da OAB de Assis ficou tomado por trabalhadores de diversas categorias na noite desta quinta-feira, 23, para ouvirem atentamente as explicações do deputado federal Valmir Prascidelli, do Partido dos Trabalhadores de São Paulo e membro da Comissão da Reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. Com sua posição contrária a Reforma da Previdência, o deputado esclareceu dúvidas da platéia e discutiu as medidas propostas prejudiciais ao trabalhador brasileiro.

“Nós temos uma Previdência Solidária no Brasil que chamamos de pacto de gerações ou colchão social que permite minimamente diminuir a desigualdade social. Essa reforma é um verdadeiro desmonte desse colchão social que dá subsistência à muitas famílias carentes. Além disso, vai gerar um impacto negativo na economia dos municípios, principalmente àqueles em que existir um número maior de aposentados. Outra questão é que temos um Brasil gigante com diferenças regionais e de expectativas de vida distintas”, ressaltou Prascidelli.

O deputado também abordou que este projeto privilegia os bancos privados e apenas prioriza a questão financeira do Estado, não enxergando o impacto social que será gerado se for aprovado. “É necessária essa mobilização da população para pressionar os deputados a votarem em sintonia com o que a maioria quer. Continuem fazendo debates e esclarecendo as dúvidas de todos. Tragam também deputados que são a favor da reforma e os indaguem”, disse.

Para ele, o projeto da Reforma da Previdência não irá passar, tanto que o Governo está cada dia alterando com novas emendas como a retirada de algumas categorias para ganhar apoio. “Hoje existem mais de 160 emendas a esse projeto apresentadas pelos deputados. Nossa posição é totalmente contrária ao projeto”, afirmou.

Prascidelli aproveitou para falar da sua preocupação com o projeto da Terceirização que foi aprovado pela Câmara dos Deputados essa semana e que deve piorar a vida dos brasileiros. “Esse projeto da Reforma Trabalhista me preocupa ainda mais, pois certos avanços no país não podem prejudicar a vida das pessoas, principalmente dos mais pobres com a justificativa de fomentar a economia brasileira. Sabemos que não se promove crescimento econômico dessa forma”, desabafou.

A avaliação das entidades que organizaram o debate foi positiva. O grupo pretende fazer uma mobilização no comércio local no dia 1º de abril. Fazem parte do movimento as entidades contrárias a Reforma da Previdência: Sincomerciários, Sindicato dos Bancários, Apeoesp, Adunesp, Sindicato dos Servidores Municipais de Assis, Sintunesp, Sindicato dos trabalhadores Rurais de Assis, OAB-Assis, Servidores do Judiciário de Assis e Região, Sindicato dos Condutores de Veículos Rodoviários e Anexos de Assis, Sindicato dos Investigadores de Polícia de Assis, Sindicato Rural de Cândido Mota e Sindicato dos Trabalhadores Municipais de Cândido Mota.

Ello Assessoria de Imprensa

debate valmir

Ao final do debate, o deputado Valmir Prascidelli posou para fotografia com convidados

Foto: Ello Assessoria de Imprensa

Check Also

939 – Três sepultamentos em Assis neste dia 28 de fevereiro

Há três sepultamentos programados para esta quarta-feira, dia 28 de fevereiro, no Cemitério Municipal da …

Deixe uma resposta