Governo reafirma abertura de 10 leitos de UTI no AME e estuda mais 10 vagas no Regional

Em entrevista concedida ao radialista e jornalista Reinaldo Nunes, o ‘Português’, o deputado estadual Ricardo Madalena, do PR, garantiu que o Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria Estadual da Saúde, reafirma a proposta de abrir 10 leitos de UTI no AME -Ambulatório Médico de Especialidades-, no Jardim Paraná, e que que estuda ofertar mais 10 leitos do Hospital Regional de Assis para atendimento aos pacientes de COVID-19.

Segundo o parlamentar, que tem domicílio em Santa Cruz do Rio do Pardo -cidade que pertence ao CIVAP-, a Secretaria da Saúde trabalha com a previsão de abertura do serviço de emergência no AME até o final de abril. Antes, de acordo com Madalena, a Secretaria precisa equacionar dois problemas: “compra de oxigênio e a contratação de profissionais”.

Segundo o parlamentar, “há muitas dificuldades para compra de oxigênio em vários estados e a maioria dos hospitais não está conseguindo contratar médicos intensivistas e demais profissionais para atuarem em UTIs”, contou.

O fato de o AME de Assis dispor de um aparelho para realizar tomografia teria sido fundamental para o Governo do Estado decidir transferir os leitos de UTI, oferecidos inicialmente em Ourinhos, para a cidade de Assis.

“Conseguimos, junto ao Governador João Doria, aumentar os recursos para manter o Hospital de Campanha de Ourinhos em funcionamento por mais três meses. Com isso, foi possível transferir esses 10 leitos para o AME Assis”, narrou Madalena.

A abertura de 10 leitos de UTI no AME havia sido anunciada pelo prefeito de Assis, José Aparecido Fernandes, do PDT, e pelo deputado estadual Mauro Bragatto, em entrevista concedida no dia 16 de março, mas, depois disso, não houve mais informações.

“Cada minuto. Cada hora. Cada dia é fundamental para salvar vidas. Iremos cobrar o funcionamento desse serviço”, prometeu o deputado estadual.

REGIONAL – Ricardo Madalena, na mesma entrevista, anunciou que a Secretaria Estadual da Saúde planeja duplicar a capacidade de atendimento na UTI do Hospital Regional de Assis, abrindo mais 10 leitos de UTI para pacientes de COVID. Uma reunião com técnicos e autoridades da região de Ourinhos teria concluído que o hospital de Ipaussu não teria estrutura para receber o serviço de emergência.

“Houve uma reunião de técnicos e autoridades na cidade de Ipaussu e todos concordaram que a melhor opção seria abrir os leitos de UTI em Assis, com a garantia de atendimento aos pacientes de Ourinhos, que também pertencem à região administrativa de Marília”, justificou o deputado.

O maior impedimento momentâneo para duplicação do número de leitos de UTI no Hospital Regional de Assis, segundo ele, estaria na contratação de médicos e profissionais intensivistas. “A Secretaria do Estado tem discutido com a direção do Hospital Regional para equacionar esse problema e colocar os leitos em funcionamento no Hospital Regional”, finalizou Madalena, que continua aguardando uma resposta positiva nos próximos dias.

PREVENÇÃO – Apesar de acreditar na abertura de mais leitos de UTI no AME e Hospital Regional de Assis para o atendimento às vítimas graves da COVID-19, o deputado estadual Ricardo Madalena faz questão de enfatizar a necessidade de a população fazer a sua parte, seguindo as determinações das autoridades de saúde para evitar a transmissão do vírus.

“É importante que continuemos com adotando medidas de prevenção para o vírus não se espalhar. Evitar aglomeração, manter o distanciamento social, higienizar as mãos e usar máscara de proteção facial são fundamentais”, finaliza Madalena.

12 abril live madalena

Ricardo Madalena anunciou estudos para abertura de mais leitos 

Reprodução

Check Also

A034 – Dois sepultamentos em Assis neste dia 12 de abril

Há dois sepultamentos programados para esta sexta-feira, dia 12 de abril, no Cemitério Municipal da …

Deixe uma resposta