Em verde rosa, V.O. festeja 40 anos e apresenta samba 2.020

Foi uma tarde e um começo de noite com muito samba no barracão da rua Tibiriçá para comemorar os 40 anos de fundação da Escola de Samba Unidos da Vila Operária.

Em meio às apresentações musicais, homenagens foram feitas a alguns fundadores da agremiação verde e rosa. Famílias tradicionais como ‘Bermejo’ e ‘Santos’ tiveram representantes lembrados na figura do ferroviário aposentado Waldemar dos Santos, o ‘Dema’, que supera um grave problema de saúde.

A ‘velha guarda’ da Unidos da Vila Operária marcou presença junto com os nomes integrantes.

No palco, Vilma Fortuna e Banda iniciaram a festa relembrando grandes sucessos das décadas de 80 e 90. Os partideiros do ‘Corina’ marcaram presença no intervalo do show principal, a cargo do renomado grupo Catedral do Samba liderado por Zé Corrêa, atual presidente da Unidos da Vila Operária.

Não faltou a marca registrada dos encontros da vila: a interpretação de uma poesia escrita por Nilva Mendonça dedicada à data.

Ao final, antes de entoarem o ‘parabéns’ em ritmo de samba e a distribuição do bolo comemorativo aos 40 anos, os convidados puderam conhecer a primeira execução do samba da ‘jovem senhora verde e rosa’ para o desfile de carnaval de 2.020. O compositor e intérprete Léo Ladislau, vice-campeão no recente concurso de samba enredo da escola de samba paulistana ‘Rosas de Ouro’, pôs todos para dançar e vibrar com o samba: “V.O.: 40 anos da jovem senhora”.

A festa terminou com apresentação da bateria da Unidos da Vila Operária.

1127 v.o.

Barracão da V.O. antes do samba começar

Foto: Evanil Ni Pereira 

Veja também

A168 – Três sepultamentos em Assis neste dia 18 de junho

Há três sepultamentos programados para esta terça-feira, dia 18 de junho, no Cemitério Municipal da …

Deixe uma resposta